Como Vencer a Desculpa da “Falta de Tempo”

worker-reading-book-carnegie-library-allegheny-pa1

Todo aquele que acessa esse blog, creio eu, sabe que o nosso principal foco é expandir o seu conhecimento e suas habilidades, em qualquer área desejada. (Caso ainda não saiba nada sobre o blog leia o nosso manifesto aqui) Você não necessariamente precisa se tornar um intelectual ou um virtuoso na área que você deseja. Quem vai limitar o nível do seu conhecimento sobre aquela área é você mesmo.

Agora, provavelmente a grande maioria deve estar se dizendo: “Bem, acho a ideia de expandir meu conhecimento algo muito bom, realmente desejo fazer! Mas… eu trabalho/estudo/tenho família/coloque qualquer outra desculpa aqui. Não tenho tempo para isso.” Lamento informar que essas razões não são razoáveis e não passam de desculpas para atrasar o seu aprendizado.

Tirando os nobres, aqueles que receberam gordas heranças ou aqueles que recebem uma boa pensão TODO MUNDO PRECISA TRABALHAR (OBS: Considero aqui que meus leitores são homens, já que o blog é voltado para o público masculino, por isso não incluí as “esposas do lar” nos exemplos de quem não precisa trabalhar). Leonardo da Vinci, o “role model” de todo Homem Renascentista? Trabalhava. Benjamin Franklin, outro grande HR? Trabalhava como um cão. O trabalho não impediu que esses dois grandes HR descobrissem, estudassem e inventassem coisas extremamente úteis para a sociedade.

Em apenas três passos, irei mostrar como vencer a desculpa da falta de tempo e começar a conhecer e aprender o que quiser mesmo com uma rotina diária extremamente atarefada e pouco tempo livre!

PASSO 1: DEFINIÇÃO DE PRIORIDADES

Antes de fazer qualquer coisa você precisa saber o que vai fazer. Esse passo vai durar de 5 a 15 minutos. Se você está lendo esse artigo, tenho certeza de que já tem mais ou menos em mente o que quer fazer. Mas agora será crucial colocar isso no papel. Pegue uma folha de papel, uma caneta e escreva o que você quer aprender e conhecer nos próximos 3 meses. Coloque todas as coisas em ordem de prioridade. Por exemplo, digamos que você queira aprender a tocar teclado, ler algum romance e conhecer melhor como funcionam os hormônios. Digamos, ainda exemplificando, que dentre essas três coisas, o que mais quer fazer é ler aquele romance e a segunda coisa que mais quer fazer é aprender a tocar teclado, sendo que conhecer melhor os hormônios, dentre as três, seja o que é menos prioritário para você. Você vai escrever assim no papel:

Lista de Prioridades

1 – Ler romance;

2 – Aprender a tocar teclado;

3 – Conhecer funcionamento dos hormônios;

Apesar de ser uma coisa extremamente simples e aparentemente insignificante, esse primeiro passo vai ser de suma importância para o próximo passo.
IMPORTANTE: Tente colocar, no máximo, 3 coisas na lista de prioridades. Aprender mais de três coisas novas em 3 meses com um dia-a-dia corrido não vai ser saudável.

PASSO 2: CRIAÇÃO DE UMA ROTINA

Esse passo vai mudar a sua vida (Mudou a minha). A grande maioria das pessoas ou não possui uma rotina diária ou a possui somente em sua cabeça. Possuir uma rotina de memória é bom, porém, você não fica tão comprometido com ela. O que quero é que você ESCREVA uma rotina. Mas por quê?

Digamos que na sua “rotina de cabeça” esteja programado para você acordar 6 horas da manhã. Você liga o despertador e vai dormir. Às 6 horas da manhã o despertador toca. Você chega até ele e pensa: “Ah, vou deitar por mais alguns minutinhos, não vai me atrapalhar” e aí você aperta o botão de soneca. É claro que você não vai se contentar com apenas 5 minutos e a soneca pode terminar com 10 a 20 minutos no final. 10 a 20 minutos esses que você perdeu e poderia estar usando para cumprir com os seus objetivos de aprender coisas novas.

Agora vamos dar outro exemplo parecido. Você programa para acordar 6 horas da manhã, porém, sua rotina não é de cabeça, está escrita no papel. No papel está escrito que às 6:20 da manhã você já tem que estar com banho tomado. Então, se não acordar exatamente ás 6 horas da manhã e acabar apertando o botão soneca, você já vai começar estragando o seu dia todo, pois cada minuto está minuciosamente calculado e programado. Isso vai fazer com que você evite ao máximo apertar o botão soneca e cumprir com a sua rotina.

A sua rotina deve ser escrita e deve preencher cada momento do seu dia. Desde o acordar até o se deitar, a sua rotina deve estar minuciosamente descrita com os horários e as atividades que irá fazer nos seus tempos livres. Nessa rotina você irá preencher as suas atividades, baseando-se nas suas prioridades, nos tempos em que não estiver no trabalho ou na faculdade, por exemplo. O item número 1 na sua lista de prioridades é o item que você colocará mais tempo na sua rotina e o item número 3 será o item que você colocará menos tempo para pôr em prática. Você pode criar rotinas para a semana (Sendo que deve observar todos os horários de cada dia) ou criar rotinas para cada dia, a escolha é sua.

O tempo de duração de cada atividade você deverá preencher, de acordo com o seu dia-a-dia no trabalho e/ou faculdade. Não se preocupe se achar que o que há disponível é “muito pouco tempo”. Mesmo 20 minutos de alguma atividade, praticada diariamente, exatamente conforme a rotina que você criou, darão ótimos resultados ao fim dos três meses. Um exemplo prático do que eu faço é o seguinte:

– Prioridade nº 1: Pratico uma hora por dia.
– Prioridade nº 2: Pratico quarenta e cinco minutos por dia.
-Prioridade nº 3: Pratico meia hora por dia.

Tenha em mente que A. D. Sertillanges, padre e autor, na sua obra “Vida Intelectual” diz que qualquer um pode ser um intelectual com apenas duas horas por dia de estudo. Se você não quer ser um intelectual, apenas aprender razoavelmente alguma coisa, nem de duas horas vai precisar. Leia esse link para ver a rotina diária de Benjamin Franklin (Que foi quem me ensinou a usar esse método de rotinas escritas).

PASSO 3 (ÚLTIMO): DISCIPLINA

Depois de ter definido o que quer fazer e quais são suas prioridades, depois de ter criado uma rotina minuciosa e completa, só o que resta fazer é ter disciplina e cumprir com tudo o que você planejou nos passos anteriores.

Apesar de parecer simples, disciplina vai ser o passo mais difícil do que está fazendo, porém, será o que trará mais recompensa para sua vida e para os seus objetivos. É como dizem: Tudo é simples na teoria, porém na prática… Lembre-se que disciplina é uma característica sine qua non de qualquer Homem Renascentista Moderno bem sucedido. (Para mais informações veja o Princípio IV do Manifesto do Homem Renascentista Moderno aqui)

Seguindo todos esses passos, em três meses, você terá aprendido, num nível razoavelmente bom, tudo aquilo que você estava interessado em aprender. Caso ainda ache que precisa de mais conhecimento sobre aquele assunto, repita os passos, dando, porém, mais importância (maior prioridade) àquilo que acha que ainda não está num nível adequado de conhecimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s